Home

domingo, 16 de dezembro de 2012

Verde e Azul




para o meu Texugo.

Ela jogou o pacote no colo dele. Tinha um embrulho verde, assim como ele gostava, mas se a indagassem com certeza diria que a escolha da cor foi acidental. Ele a olhou, surpreso, e riu – era bem a cara dela querer fazer uma surpresa.


– Tá esperando a morte da bezerra pra abrir ou o quê? Anda logo! – ela disse.


Acatando ao desejo da amiga o garoto abriu o pacote. Dentro havia nada mais, nada menos do que um livro; sua capa continha um sabão cor de rosa com as escrituras CLUBE DA LUTA. O jovem amigo (mais velho do que ela, mas ainda assim jovem) estava prestes a agradecer, com os olhos brilhando, quando a menina o interrompeu:


– Não se fala sobre o Clube da Luta. – e sorriu.


– Não se fala sobre o Clube da Luta. – ele recitou e sorriu de volta – Obrigada.


– E quem disse que eu terminei, Texugo?


Texugo era um apelido carinhoso. Todos do bairro, da internet e do mundo que conheciam o jovem rapaz conheciam-no assim, e não pelo seu nome de batismo.

Ela retirou outro pacote da pequena bolsa que jazia pendurada em seu ombro esquerdo. Dessa vez azul – a cor dela, e não dele. Dentro deste, um portfolio. Na primeira página, o desenho de um texugo guerreiro tinha sido cravado no papel, como uma contracapa. As restantes estavam aparentemente em branco.

O amigo não entendeu o porquê do presente, mas ainda assim agradeceu educadamente. Só em casa, ele descobriria que o verdadeiro presente estava entre as folhas do portfolio. Nelas ele encontraria mensagens como "EU TE AMO" "FELIZ ANIVERSÁRIO", "OBRIGADA POR TUDO" e  "SEJA FELIZ". 

E, ainda mais no fundo do portfólio, perdido na maré de páginas em branco, um pequeno texto foi escrito à lápis fracamente:

Sempre o vi como amarelo,
Mas era um erro do meu cérebro.
Na verdade, ele é verde. Verde como... Vit.
Vit, como vitalidade.
Comentários
1 Comentários

Um comentário:

Vitor Vallombroso disse...

Não cabem em palavras, e nem em um texto todo, o quanto este presente me deixou feliz, beija-flor.