Home

domingo, 5 de maio de 2013


Debaixo da sua cama
Ainda há pouco tempo atrás
O Pé Grande e o Bicho Papão
Disputavam os domínios
Silenciosamente
Provavelmente você desacreditará
[dessa história infantil
Afinal, enquanto dormia
nenhum barulho
Reflexo
Destroço
Você ouviu.
Mas os adultos
Enquanto acordados
Sentiam o arrepiar das ameaças
E finalmente o susto
Há alguns quilômetros alavancar
Bu
BU
BUU
BUM!

Apesar de não ser algo convincente
Todo mundo sabe que hoje em dia
A briga acabou
E o Bicho Papão é quem vence

Os adultos têm as olheiras cavadas
Não mais por preocupação de uma briga
Mas porque o Bicho Papão criou docinhos
E ninguém mais pode viver sem eles
E por isso cavam-se olheiras
No esforço por doces que alimentem gente

Ninguém contraria o bicho papão
Nem mesmo uma Organização
Todos se veem indiretamente
[obrigados a cavar olheiras
E os que contrariam
[nas olheiras terminam cavados

Não adianta acender as luzes
Nem fechar a porta
Não adianta procurar debaixo da cama
Nem esperar que ele apareça de repente
Bicho Papão estendeu seus domínios:
Ele está sob teto da gente

Não adianta gritar
Nem se esconder debaixo dos edredons para relutar
Porque se o Bicho Papão quiser ele entra
E ele tem capacidade pra mais de uma vez
A sua cama derrotar.
Comentários
2 Comentários

2 comentários:

Fernanda Lima disse...

To com medo agora :/

Lívia Callado disse...

qual foi sua interpretação sobre?