Home

domingo, 23 de setembro de 2012

O espetáculo circense


Vem, vede o espetáculo circense,
Tal qual palhaço contente,
Assim também é o vosso coração.

Bem-vindos ao espetáculo, todos os espectadores!
Apresento-vos agora, o circo dos horrores!

Vem, contemplai o espetáculo
- Sede deplorável e hipócrita,
Não fazei de vossa mente obstáculo.

Vinde, respeitável público!
Apenas sejas obsoleto, sejas tu mais um impudico.

Bem-vindos ao espetáculo, senhores!
Apresento-vos agora, o circo dos horrores!

Vinde a mim, estupidez.
Fazei do pudor, vossa insensatez.
Criemos a libertinagem,
Sejamos, nós homens, verdadeiros selvagens.

Sem pipoca, algodão doce, que rufem os tambores.
Abrem-se agora, as cortinas do circo dos horrores!

Senhoras e senhores, preparai-vos!
O espetáculo circense vai começar!

Engolidor de fogo num gran finale apoteótico,
Bebe querosene, riscando o fósforo.

Bem-vindos ao espetáculo, senhores!
Apresento-vos agora, o circo dos horrores!

Sobre o Autor:
Gilson Santiago Gilson tem 15 anos, ama escrever prosa e narrativas. Tem um gosto por ser clichê e ser irônico boa parte do tempo. Escreve por um mundo melhor, ao menos, em sua mente.
facebook
Comentários
2 Comentários

2 comentários:

Samuel'' disse...

Digno de epopéia!
Parabéns Gilson

Gilson Santiago disse...

Obrigado, Sam! *-*